Encontro reúne supervisores de estágio e comunidade acadêmica

Encontro_supervisores_de_estágio

No dia 9 de maio de 2018, nas dependências da Itepa Faculdades, realizou-se o encontro anual com os supervisores de estágio. O encontro iniciou-se com a explanação, realizada pelos acadêmicos do 2º ano, acerca da Metodologia Histórico-Evangelizadora.

A discussão central do encontro deu-se, estimulados pelo Sínodo da Juventude, sobre o desafio da evangelização da juventude, buscando trocar informações sobre o trabalho evangelizador junto aos jovens.

Um dos grandes desafios da Igreja é a evangelização da juventude que vive num contexto social complexo, marcado pela desigualdade e injustiça, com poucas oportunidades, sobretudo para jovens pobres. Na realidade eclesial existem dificuldades de diálogo ou de uma metodologia de trabalho que contribua no acompanhamento dos jovens que se aproximam da Igreja. É fundamental ler esta realidade de forma profunda e critica, ou seja, saber o chão em que se está pisando. Também é importante refletir as possibilidades de trabalho na perspectiva de evangelização em nome do carinho e respeito que a Igreja tem para com os jovens, pois a juventude em suas diferentes realidades se traduz hoje em uma grande interlocutora da evangelização. É também um lugar teológico se buscamos uma reflexão dialogante com a realidade.

Contudo, aproximar-se dos jovens é desafiador. Tal desafio pode ser visto como a oportunidade de revigoramento da Igreja na missão evangelizadora e o pensamento teológico, que compreende o diálogo com as diferentes realidades juvenis, na perspectiva de serviço e também de enriquecimento. O critério é o Evangelho de Jesus Cristo e o Reino por ele anunciado. Os caminhos de diálogo com a juventude partem do compromisso com Jesus Cristo, o Filho de Deus (Mc 1,1); que convidou todos à conversão, a acreditarem no Reino de Deus (Mc 1,13) e se comprometerem com ele. Existe um caminho e uma proposta a serem seguidos.

Ao termino das discussões em grupos e explanação dos trabalhos, o Prof. Dr. Silvio Antônio Bedin, UPF, concluiu o encontro e os debates dando indicativos da realidade juvenil, em especial dos jovens inseridos no contexto das universidades.